Quase metade das pessoas passou a beber menos durante confinamento









Um inquérito nacional divulgado esta quarta-feira concluiu que o confinamento gerado pela pandemia da Covid-19 levou a que 42% das pessoas bebessem menos, por falta da habitual companhia ou por desejo de terem um estilo de vida mais saudável.

O inquérito foi realizado pelo Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD), entre abril e maio, e abrangeu 950 consumidores de álcool com 18 ou mais anos, que responderam às perguntas via internet.

O estudo de opini√£o, que pretendeu avaliar o impacto da pandemia da Covid-19 nos padr√Ķes de consumo de bebidas alco√≥licas, revela¬†que, durante o per√≠odo de confinamento, 21% das pessoas passaram a beber mais, enquanto 37% continuaram a beber o mesmo.

Perante¬†os resultados, o SICAD assinala que a pandemia da Covid-19 ‚Äúacabou por ter consequ√™ncias pouco nefastas, apesar de alguns agravamentos dos consumos‚ÄĚ, sobretudo em pessoas que ‚Äúdeclaram ter ou ter tido problemas relacionados com o consumo de √°lcool‚ÄĚ, que ‚Äútendem a ser um grupo de particular risco em situa√ß√Ķes como esta‚ÄĚ.

Entre as pessoas que passaram a beber menos est√£o os mais jovens (com idades entre os 18 e os 24 anos), os estudantes, quem continuou a sair de casa para trabalhar, quem possui menos qualifica√ß√Ķes acad√©micas, quem vive em agregados familiares de maior conflitualidade e quem bebia numa base mensal e nunca teve problemas com o √°lcool.

As raz√Ķes invocadas pelos inquiridos¬†para beber menos s√£o o n√£o ter a companhia das pessoas com quem costumava beber (45%), o gostar de beber apenas fora de casa, em ambiente festivo (35%) e o procurar um estilo de vida mais saud√°vel poss√≠vel devido √† pandemia (34%).





O beber com menos frequ√™ncia (33%), a abstin√™ncia (26%), a ingest√£o de bebidas com menor teor alco√≥lico (20%) e em menor quantidade numa ocasi√£o (20%) s√£o as altera√ß√Ķes de comportamento de consumo apontadas pelas pessoas que passaram a beber menos durante o confinamento.

De acordo com o estudo, as pessoas que passaram a beber mais s√£o sobretudo homens (com idades entre os 25 e os 44 anos), possuem mais qualifica√ß√Ķes acad√©micas, trabalham exclusivamente em casa, apresentam maior stress¬†e preocupa√ß√Ķes com os impactos econ√≥micos da pandemia, s√£o¬†quem j√° bebia numa base semanal ou quase di√°ria e¬†j√° tinha tido ou ainda se deparava com problemas ligados ao consumo de √°lcool.

Os motivos¬†para beber mais s√£o o ter mais tempo livre de obriga√ß√Ķes e responsabilidades (40%) e a necessidade de algo que ajude a relaxar e a acalmar (37%) ou de algo que ajude a animar (22%).

O aumento da frequ√™ncia do consumo de bebidas alco√≥licas (78%) e da quantidade por ocasi√£o (22%) s√£o as altera√ß√Ķes de comportamento manifestadas pelas pessoas que passaram a beber mais durante a pandemia.

No período analisado, 2% dos consumidores recomeçaram a beber depois de mais de um ano de abstinência. O consumo diário ou quase diário de bebidas duplicou.

O vinho foi a bebida mais ingerida pelos inquiridos (71%), seguindo-se a cerveja (46%) e as bebidas destiladas, como licores (28%).

Mais de metade das pessoas (63%) ingeria at√© uma √ļnica dose di√°ria e 12% mais de duas doses.

O consumo de cinco ou mais bebidas alcoólicas numa ocasião é mencionado por 35% dos inquiridos, mas é muito esporádico.

O SICAD ressalva que¬†os resultados do estudo de opini√£o ‚Äúdevem ser lidos tendo em conta o perfil dos consumidores que constituem a amostra, principalmente no que toca ao padr√£o pr√©vio de consumo de bebidas alco√≥licas, essencialmente n√£o problem√°tico‚ÄĚ.

O inquérito sobre a ingestão de bebidas alcoólicas é parte de um estudo mais abrangente sobre os comportamentos aditivos em tempos da Covid-19, que inclui os consumos de medicamentos psicoativos, internet, videojogos e canábis, cujos dados o SICAD se compromete a divulgar oportunamente.

Manuel Rivas

Fernando Rivas. Compagino mis estudios superiores en ingeniería informática con colaboraciones en distintos medios digitales. Me encanta la el periodismo de investigación y disfruto elaborando contenidos de actualidad enfocados en mantener la atención del lector. Colabora con Noticias RTV de manera regular desde hace varios meses. Profesional incansable encargado de cubrir la actualidad social y de noticias del mundo. Si quieres seguirme este es mi... Perfil en Facebook: https://www.facebook.com/manuel.rivasgonzalez.14 Email de contacto: fernando.rivas@noticiasrtv.com

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *