Madeira ter√° de encontrar ‚Äúalternativa econ√≥mica ‚ÄĚ se Estado n√£o assumir obriga√ß√Ķes









O presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, disse esta quinta-feira, na Assembleia Legislativa, que, se o Estado n√£o assumir os custos de soberania consagrados na Constitui√ß√£o da Rep√ļblica, a Madeira ter√° de encontrar uma alternativa econ√≥mica.

O Estado tem um √≥timo neg√≥cio, tem uma posi√ß√£o geopol√≠tica privilegiada enquanto pa√≠s atl√Ęntico com as ilhas, mas n√£o tem custos nenhuns com as ilhas, nem assume responsabilidades, nem cumpre a Constitui√ß√£o‚ÄĚ, observou Miguel Albuquerque no encerramento do debate sobre o estado da regi√£o.

‚ÄúSe √© isso que os representantes do Estado querem, ent√£o temos que encontrar uma alternativa, que √© encontrar um conjunto de instrumentos legais que permitam a regi√£o seguir o nosso caminho e assegurar as receitas necess√°rias atrav√©s de um regime diverso e multifacetado de baixa fiscalidade e de atratividade de empresas e de cidad√£os residentes de alto rendimento‚ÄĚ, apontou, indicando ser necess√°ria mais autonomia e capacidade de decis√£o para o arquip√©lago.

Referindo-se √† situa√ß√£o da pandemia da Covid-19, o presidente do grupo parlamentar do PSD, Jaime Filipe Ramos, considerou que ‚Äúo sistema regional de sa√ļde funcionou e o Governo Regional tamb√©m soube dar resposta √†s quest√Ķes n√£o sanit√°rias mesmo sem o apoio do Estado e da Uni√£o Europeia‚ÄĚ.

Jaime Filipe Ramos salientou ainda que o empr√©stimo que a regi√£o vai contrair no valor de 489 milh√Ķes de euros ao abrigo do Or√ßamento Suplementar, por n√£o ter o aval do Estado, vai custar √† regi√£o mais 60 milh√Ķes de euros de juros.

Paulo Caf√īfo, deputado do PS, reiterou que ‚Äúneste debate ficou claro que n√£o h√° uma vis√£o de futuro, n√£o h√° uma vis√£o inovadora, nem uma vis√£o com rasgo‚ÄĚ.

Urge alavancar com pol√≠ticas p√ļblicas o investimento empresarial e a capacidade empreendedora, em mat√©rias que promovam o aumento da produtividade e competitividade, a inova√ß√£o, a sustentabilidade e , sobretudo, a empregabilidade de todos os madeirenses e porto-santenses‚ÄĚ, defendeu.

Lopes da Fonseca, l√≠der parlamentar do CDS, partido que est√° coligado com o PSD no Governo Regional, lembrou que os nove primeiros meses do XIII executivo da regi√£o ‚Äúmetade esteve sob os efeitos da pandemia‚ÄĚ, salientando que a mesma deixar√° graves sequelas a n√≠vel econ√≥mico e social.





Precisamos que o Governo da Rep√ļblica e o Presidente da Rep√ļblica interiorizem a crise com vista a um plano de retoma econ√≥mica‚ÄĚ, observou.

O presidente do grupo parlamentar do JPP, √Člvio Sousa, criticou, por seu lado, que o Governo ‚Äútem dificuldade para ver para o perto e v√™ s√≥ para longe‚ÄĚ, da√≠ o descalabro das suas despesas designadamente os 11 milh√Ķes de euros para assessores, atrav√©s de ‚Äúuma escravatura fiscal para alimentar sua corte‚ÄĚ.

Ricardo Lume, deputado √ļnico do PCP, denunciou o regime de ‚Äúprecariedade e de baixo sal√°rio‚ÄĚ do Governo Regional, salientando que 88% das grandes empresas foram ‚Äúas que mais lucraram com o lay-off‚Äú.

Manuel Rivas

Fernando Rivas. Compagino mis estudios superiores en ingeniería informática con colaboraciones en distintos medios digitales. Me encanta la el periodismo de investigación y disfruto elaborando contenidos de actualidad enfocados en mantener la atención del lector. Colabora con Noticias RTV de manera regular desde hace varios meses. Profesional incansable encargado de cubrir la actualidad social y de noticias del mundo. Si quieres seguirme este es mi... Perfil en Facebook: https://www.facebook.com/manuel.rivasgonzalez.14 Email de contacto: fernando.rivas@noticiasrtv.com

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *